Tecnologia no campo: Evolução constante e retorno consistente

O Brasil é um dos principais produtores de celulose, papel e painéis de madeira do mundo, com toda a matéria prima oriunda das florestas plantadas que exercem papel relevante nos aspectos econômicos, sociais e ambientais, que contribuem com a balança comercial brasileira e geram emprego e renda em todas as regiões do Brasil, estando atentos ainda à preservação e conservação ambiental, uma vez que as florestas plantadas minimizam a supressão de florestas nativas. 

Nos últimos anos, o setor florestal adotou mudanças que vão além da adoção de novos equipamentos, mas que principalmente envolve a digitalização de processos e o uso de dados para a tomada de decisão, uma vez que a logística da operação florestal vai muito além de carregar caminhões e levar esta carga às plantas industriais. Elas envolvem tempos otimizados de carregamento, mais segurança no transporte e controle de filas em operações de pátio.

Estas mudanças são caracterizadas principalmente pela interconexão de máquinas e seus sistemas de transmissão remota de dados do campo ao Centro de Controle. Toda esta conectividade é baseada na leitura e análise de dados de máquinas e equipamentos, gerando poder de decisão aos gestores em tempo real para cada ativo envolvido no processo. 

Tais mudanças abrem oportunidades inéditas para que os negócios evoluam e se tornem mais eficientes e ágeis. Na indústria, foram adotadas soluções sofisticadas de gestão que garantem informações frescas sobre produção, venda e logística, os mesmos avanços também já podem ser notados no campo, com as equipes de campo equipadas com dispositivos móveis, não apenas para carga de dados, mas também para consultas.

O destaque fica a cargo dos dispositivos integrados às máquinas de colheita, tecnologia capaz de acompanhar e registrar a produção em termos volumétricos e qualitativos, bem como monitorar a situação atual da máquina, em termos de pressão, temperatura e desgaste. Como por exemplo, o Agrolog Celulose, uma solução da Creare Sistemas que integra diversas tecnologias aplicadas à indústria de celulose, criando em um único ambiente o centro de comando que permite o monitoramento, gerenciamento, automação, e controle remoto das operações de suprimento de madeira, desde o plantio até a entrega na indústria.

O sistema permite analisar informações em tempo real através de dashboards no Centro de Controle de Operações, mostrando frentes de carregamento, status operacional das gruas, caminhões em fila, veículos retornando carregados e se deslocando vazios, apresentando em mapas digitais a localização dos veículos e máquinas, inclusive registrando os tempos envolvidos em cada atividade para a elaboração de relatórios gerenciais. 

Uma série de funcionalidades relacionadas à segurança no transporte complementam a solução. Que também pode monitorar a velocidade, as freadas, os locais de parada, a jornada de trabalho e tempo de descanso e de alimentação, controle de rotas e até o monitoramento da fadiga e distração do motorista com o uso de câmera com inteligência artificial.  

Mais do que soluções pontuais usadas em campo ou no escritório, a nova geração de dispositivos e sistemas totalmente integrados, permite a consolidação de dados colhidos em campo aos grandes sistemas de negócios das empresas.

A evolução nesta área é constante e permite à empresa agregar valor e justificar o investimento nesse segmento, garantindo, assim, um retorno consistente.