Opinião de especialista: Empreender – a constante busca por novos desafios

Continuando a nossa série “Opinião de especialista” hoje teremos como convidado ninguém mais ninguém menos que o CEO e fundador da Creare Sistemas, André Ribeiro! E a temática escolhida foi o mundo do empreendedorismo. Leia a matéria abaixo e saiba o que o André fez para sair de Office Boy para CEO em pouquíssimo tempo! 

ANDRÉ RIBEIRO: Empreender – a constante busca por novos desafios  

Desde pequeno, sempre gostei de carros, da área do transporte. Quem já veio me visitar aqui na Creare sabe que minha sala é cheia de carros de coleção. Também sempre gostei de conversar com as pessoas, negociar. Meus skills comerciais se mostraram muito cedo, ainda adolescente, com carros, motos e – não preciso me alongar, na verdade, vou resumir: o empreendedorismo estava no sangue. 

A Creare, minha atual empresa, não foi a primeira. Já tive a Open Transportes, uma companhia de logística para Fedex, Visa e Mastercard, uma empresa de transporte de longa distância, e a André Ribeiro Distribuidora. Todas na área de transporte e logística. 

Na AEL fui de office boy a gerente da unidade de negócios civil. Neste momento eu tinha a visão geral do negócio. Eu percebia a demanda do mercado para empresas de telemetria e gestão de frotas, diferentemente dos militares da gestão da AEL. 

E foi junto com a decisão de vender a área civil da AEL que me atirei em mais um desafio: criar a Creare Sistemas e comprar a unidade civil. A Creare que o mercado conhece hoje é o resultado direto de um bem-sucedido spin off, com uma bem nutrida cartela de clientes, da AEL. 

Um dos nossos maiores desafios foi manter o padrão militar: tecnologia de ponta, disciplina, gestão, responsabilidade, compromisso com o propósito. Isto, sempre atrelado a um espírito de inovação e empreendedorismo. Tudo a que nos propúnhamos fazer – porque o mercado exigia, surgia não como um desafio, apenas, mas como uma oportunidade de nos diferenciarmos no mercado. 

  • Ler, conversar e interagir com central eletrônica dos veículos, de modo a ler todos sensores desejados pelo cliente? É o nosso negócio. 
  • Centro de operações de logística integrado? Já está dominado. 
  • Pirâmide com pontuação de condutores por grau de risco? Sim, fomos os pioneiros no Brasil a adequar e aplicar esse conceito na Telemetria! 
  • Inteligência artificial em videomonitoramento + telemetria + detecção de fadiga e distração?? Com certeza. 
  • Operação no mercado Norte Americano, América Latina e África? Vamos lá! 

Não foi fácil, não sabíamos tudo, eu e meus sócios. Mas, desde sempre nos concentramos em compreender as necessidades de cada setor, de cada cliente, criar soluções tecnológicas e prestar serviços com excelência. Tanto é que, hoje, nosso diferencial é atender a cada cliente, em cada projeto, com soluções customizadas. Isso, somado à preocupação de qualificar nossos produtos e serviços, nos conduziu a um exponencial crescimento, mesmo em meio a momentos de crise, como muito bem abordou meu amigo Paulo Renato Jotz neste artigo

Com foco, muita dedicação, aprendizagem e especialização constante, seguimos crescendo. Seguimos nos dedicando aos clientes e ao nosso negócio. Seguimos empreendendo - o que está no sangue nunca muda, não é mesmo? 

E é desta linha de pensamento o que posso extrair como uma potencial, sem qualquer pretensão, lição: independente do segmento ou das peculiaridades das empresas que demandem nossos produtos e serviços, é preciso sempre manter o espírito empreendedor, aquele aberto a desafios e, especialmente, a transformar os desafios em oportunidades para melhoria, avanço, expansão. 

Se hoje, na Creare já consolidada, há algo que podemos garantir, este algo é: traga o problema, nós criaremos a solução. Essa é a “cara” da Creare. Esse é o nosso negócio.