Floresta 4.0 – Uma nova onda de transformação para sua empresa

Nos últimos anos, o setor florestal tem passado por mudanças que vão bem além da adoção de novos equipamentos. A digitalização de processos e o uso de dados para a tomada de decisão está abrindo oportunidades inéditas para que os negócios evoluam, se tornando mais eficientes e ágeis.

Ligadas ao conceito da Indústria 4.0, todas estas mudanças receberam o nome de Floresta 4.0. Mas na prática, o que isso representa para as empresas do setor florestal? Confira nosso texto para saber mais!

Da indústria 4.0 à floresta

Em suma, o conceito de Floresta 4.0 é caracterizado pela utilização de tecnologias digitais com o objetivo de aprimorar a gestão, produtividade e segurança das operações florestais. Estas tecnologias proporcionam automação, monitoramento e controle dos processos logísticos e industriais.

A atuação destas tecnologias transformadoras se reflete em três etapas fundamentais da operação florestal: a silvicultura, logística e produto acabado, onde ocorrem, desde a captura dos dados, até sua transmissão e posterior análise da informação para o aprimoramento contínuo.

Uma revolução na logística florestal

A logística da operação florestal vai muito além de carregar caminhões e levar esta carga às plantas industriais. Elas envolvem tempos otimizados de carregamento, mais segurança no transporte e controle de filas em operações de pátio.

Em todas estas fases, as inovações decorrentes da Floresta 4.0 podem entregar melhorias notáveis como redução do tempo do ciclo de CCT, redução a ZERO tombamentos, otimização dos caminhões, controle de rotas e pontos de paradas, entre muitos outros benefícios.

Do controle de filas ao tempo dos carregamentos até a chegada na indústria, Tecnologias 4.0 como sensores e análise de dados – tudo contribui para uma gestão muito mais assertiva, reduzindo acidentes, diminuindo custos e aumentando eficiência.

Como ter também um Monitoramento de transporte 4.0?

Na verdade, a expressão “Monitoramento de transporte 4.0” não existe, mas na hora dos gestores de frota observarem e garantirem a segurança de seus motoristas, as tecnologias 4.0 são um diferencial decisivo.


Elas podem atuar de formas extremamente abrangentes, monitorando desde a localização e forma de condução dos veículos, ao apontamento de atividades e ocorrências do percurso. Usando sistemas de telemetria e comunicação por satélite ou GPRS, gestores conseguem ter a visão completa de suas operações.

Este acompanhamento pode ser feito através do controle de excessos de velocidade, cercas eletrônicas, criação de pontos de interesse, checklists eletrônicos e outras inovações.

A combinação destas tecnologias ajuda a criar um panorama abrangente da operação florestal, otimizando processos e aumentando a segurança, dois pilares importantes da Floresta 4.0. 

Pontos de Interesse – o mapa como seu aliado na gestão

Conhecer bem as rotas e cada detalhe do trajeto percorrido dos caminhões até a fábrica é requisito de um bom gestor de frotas no ramo florestal. Com o uso de plataformas tecnológicas robustas, eles podem mapear cercas e pontos de interesse para o acompanhamento de itens fundamentais para a produtividade e segurança.

Com estas inovações da Floresta 4.0, é possível monitorar limites de velocidade em curvas de forma a diminuir o risco de tombamentos. Outros pontos que também podem ser observados: limites de velocidade para ruas pavimentadas e não pavimentadas; gestão de rotas, com acompanhamento de desvios e notificações em casos necessários.

Com o uso inteligente do mapa e de pontos de interesse, integrados à soluções ágeis e conectadas, é possível ter informações valiosas em tempo hábil para tomar a melhor decisão, usufruindo ao máximo dos benefícios da tecnologia.


Tablets e checklist: um controle muito mais assertivo das frotas

Com o uso de tecnologia embarcada, como tablets, conectada a apps inteligentes, como o checklist é possível ter um maior controle das operações, desde a trocas de condutores em frotas compartilhadas até o monitoramento de itens importantes para a operação durante todo o percurso, tais como:


• Apontamentos, tempos e motivos de paradas
• Checklists customizados
• Controle estado operacional do veículo
• DDS- diálogos diários de segurança
• Alertar por voz alteração no limite de velocidade em pontos de interesse ou rotas designadas
• E muitos outros!

Com o apoio de dispositivos conectados gestores e condutores podem controlar estas informações com uma praticidade única, também contando com uma comunicação ativa com as centrais de controle. Tudo isso contribui para uma gestão otimizada e precisa da frota, resultando em maior assertividade, ganho de tempo e, principalmente, proporcionando maior segurança aos condutores.


Videomonitoramento: um olhar atento e confiável para sua frota

Todos os benefícios que sensores, sistemas e dispositivos conectados podem trazer ao controle de frotas são apenas um pedaço do que as inovações da Floresta 4.0 podem entregar. Uma camada muito importante dessa inteligência também envolve o uso de imagens. Tecnologias de monitoramento via câmera e reconhecimento facial podem ser um grande complemento para dar a visão completa para uma melhor gestão.


Com o uso de câmeras inteligentes, é possível monitorar não apenas o movimento nas rodovias, mas também cuidar dos motoristas, usando tecnologias de análise facial para identificar comportamentos de fadiga e sono dos motoristas, emitindo alertas em tempo real para centros de comando. É mais informação e mais segurança para sua frota.

Tecnologia: seu parceiro para uma revolução florestal

As inovações da Floresta 4.0 estão aí para ficar, e as principais empresas do setor estão investindo em tecnologias, dados e inteligência para se tornarem mais ágeis e eficientes.

Esta jornada de transformação começa com informação. Conte com a Creare como seu parceiro tecnológico neste caminho, aprimorando processos e sua logística. Quer saber mais? Baixe o nosso ebook!